Alexander Chigwell: conheça o católico que jogou as Pachamamas no Rio Tibre - 04.11.2019

Clique aqui para comentar esta publicação



VÍDEO: HOMEM ARREMESSA IMAGENS DEMONÍACAS (PACHAMAMA) NO RIO TIBRE
https://www.youtube.com/watch?v=yiru3prQvjc


Por meio de um canal de Youtube denominado “Michel Del Bufalo”, Alexander Chigwell revelou ser “o cara” que arremessou as Pachamamas no Rio Tibre no mês de outubro, durante o Sínodo da Amazônia.

O episódio aconteceu no dia 21 e o vídeo do momento em que as imagens da Pachamama, ídolo indígena considerado pagão pela Igreja Católica, são jogadas no rio, repercutiram na internet.

A Pachamama foi utilizada em Roma no dia 4 de outubro, em ritual indígena que contou com a presença do Papa Francisco.

Chigwell diz que estava acompanhando de perto o que estava acontecendo em Roma, por ocasião do Sínodo da Amazônia. Por isso, teve a ideia de ir até lá para conseguir mais informações sobre os erros envolvendo o evento.

Sínodo da Amazônia: rumo a uma Igreja ecológica que enxota Jesus Cristo e desagrega o Brasil? - por Luis Dufaur

Clique aqui para comentar esta publicação


Fazer do curandeirismo, do ensino do pajé, a sabedoria inspiradora da nova Igreja, identificada gnosticamente com a natureza? A Sabedoria eterna e encarnada, Nosso Senhor Jesus Cristo, assim fica proscrita!

Em Puerto Maldonado, Peru (janeiro de 2018), o Papa Francisco celebrou o que ele qualificou de primeira sessão do Sínodo Pan-Amazônico.

  
A jornalista holandesa Jeanne Smits ficou estarrecida quando tomou conhecimento do documento preparatório do Sínodo especial sobre a Amazônia.
Esse será realizado em outubro de 2019, em Roma, reunindo os bispos da “Pan-Amazônia” – portanto, dos nove países que dividem a soberania sobre essa imensa região geográfica.
Jeanne está acostumada a ler os documentos comuno-católicos mais radicais, dos quais, aliás, não comparte nem os pressupostos nem os fins.
Porém, o que se está preparando em ambientes católicos “progressistas” para a Amazônia superou todos os erros e horrores filosóficos e morais que já viu, escreve pormenorizadamente em seu site.
A nota dominante, segundo ela, é seu “caráter horizontal”, quer dizer, seu igualitarismo extremado. Pois não é a mera igualdade niveladora da sociologia marxista que, infelizmente, desabrocha em tantos documentos eclesiásticos de nova data.
Trata-se de um igualitarismo materialista e evolucionista ecológico – e nisto nos adiantamos na apresentação – que nivela radicalmente todos os seres.
O homem fica no nível do animal, da planta, do minério, a ponto de desaparecer num magma erigido em divindade: a “Mãe Terra”, a “Pachamama”, “Gaia” ou qualquer outro nome usado nas utopias panteístas, pagãs ou ecologistas.
O Sínodo especial, segundo aponta o Documento Preparatório do Sínodo dos Bispos para a Assembleia Especial para a Pan-Amazônia [outubro de 2019], visa a “conversão pastoral e ecológica” para essa nova pan-religiosidade.

*A repercussão da tentativa de prisão do "Papa Francisco" e o cancelamento da cerimônia de sacrifício do Nono Círculo em 21 de junho* - Breaking News (Últimas Notícias) Communicado No. 2 do Escritório Central do ITCCS (24.06.2018)

Clique aqui para comentar esta publicação




Bruxelas, Genebra, Roma:

Os quatro xerifes comuns que foram agredidos e detidos por funcionários do Vaticano agindo sob a direção do "Papa Francisco", Jorge Bergoglio, foram libertados de uma prisão municipal de Genebra após negociações concluídas entre seus advogados e autoridades suíças. Os quatro homens foram levados de avião particular para um local não revelado para interrogatório. 

Dois dos xerifes liberados declararam sua intenção de entrar com uma ação contra o pessoal de segurança do Vaticano que os agrediu enquanto cumpriam legalmente um mandado de prisão contra seu empregador, Jorge Bergoglio, que também será apontado como réu na ação.

Em Roma, o Vaticano impôs um apagão mundial da mídia sobre os eventos em Genebra em 21 de junho [solstício de verão], incluindo a interrupção do discurso planejado de Bergoglio aos delegados do Conselho Mundial da Igreja, sua tentativa de prisão pelos xerifes de Direito Comum e o cancelamento do Nono Círculo, cerimônia sacrificial que Bergoglio presidiria na Catedral de Notre Dame em Genebra à meia-noite. 

Uma fonte no Vaticano afirmou hoje que as forças para-militares destinadas a proteger os participantes do Nono Círculo não foram re-implantadas em outro local, indicando que o Círculo atrasou a programação de sua próxima reunião. Para citar a fonte: “Todos aqui estão em estado de confusão e pânico. Fala-se até de cancelar quaisquer aparições papais futuras ”. 

O Papa Francisco está programado para comparecer a reuniões públicas em Dublin entre os dias 24 e 26 de agosto, onde outros protestos e prisões de Direito Comum estão sendo planejadas contra Bergoglio como um criminoso de guerra condenado.

Outras atualizações em breve.




***

Protesto anti-Papa em Dublin, 26 de agosto de 2018


***


NOTA: além do Bergoglio, há mais 11 pessoas (todos homens) como membros ativos e participantes de "um culto secular católico de sacrifício de crianças conhecido como o Nono Círculo", todos nomeados como réus na ação judicial. A lista dos nomes está publicada na matéria deste link:



***

LEIA TAMBÉM:

A Eminente Prisão do Papa Francisco e o Crepúsculo do Fim do Cristianismo.



******